Home / Academia / Exercícios na piscina para deficientes

Exercícios na piscina para deficientes

Muitas pessoas não acreditam que pessoas com deficiência possam apostar em exercícios na piscina, mas isso não é verdade. Os exercícios na piscina para deficientes se mostram cada vez mais funcionais e são chamados de terapia aquática.

A terapia aquática pode ajudar a melhorar uma ampla variedade de condições, incluindo:

  • Artrite;
  • Entorses ou distensões agudas ou crônicas;
  • Disfunção do equilíbrio;
  • Fibromialgia;
  • Reconstruções ligamentares;
  • Condições neurológicas limitadas;
  • Cirurgia espinhal;
  • Substituição total de articulações;
  • Reparação de tendão;

As condições acima abordam uma série de deficiências, permitindo sua melhora. Saiba mais sobre os exercícios na piscina para deficientes e melhore sua qualidade de vida.

O que saber sobre os exercícios na piscina para deficientes

Os exercícios na piscina para deficientes, ou terapia aquática, também são usados junto com a fisioterapia tradicional em terra para fornecer um tratamento multifacetado.

– A piscina é facilmente acessível para pessoas com deficiência e é controlada para ficar a uma temperatura confortável.

– Se o seu médico recomendar fisioterapia como seu processo de reabilitação, pergunte-lhes se a terapia aquática é ideal para você e conheça a Academia Pratique para se informar melhor sobre a possibilidade.

Benefícios dos exercícios na piscina para deficientes

Os exercícios na piscina para deficientes, quando aplicados por bons profissionais como os da Academia Pratique, podem:

  • Diminuir a dor e a rigidez corporal;
  • Promover o relaxamento muscular;
  • Aumentar a força e a resistência;
  • Melhorar o equilíbrio e a coordenação;
  • Aumentar a amplitude de movimento e flexibilidade;
  • Aumentar a circulação e reduzir o inchaço;
  • Melhorar a qualidade da caminhada;

Dispositivos de Flotação

Se você não conseguir manter a cabeça fora da água sem ajuda ou tiver dificuldade em controlar seus membros, uma ampla gama de dispositivos de flutuação pode ajudar.

– Você pode escolher anéis infláveis ​​leves que você pode usar em volta do pescoço para manter a cabeça acima da linha d’água, anéis que circundam os braços para ajudá-lo a se manter estável e muito mais.

Especialistas

Um instrutor pode ensinar técnicas de natação a um aluno cego, por exemplo, manipulando fisicamente seus membros e mantendo-o na água enquanto pratica.

– Ao nadar, você pode fazer parceria com um ajudante, que nada ao seu lado e o auxilia dentro de todas as suas necessidades.

– Se você tem baixa visão, pode se beneficiar também do uso de linhas coloridas que marcam as bordas da piscina.

– Um ajudante também pode tocar uma campainha ou usar um sinal pré-arranjado para avisá-lo quando a borda estiver se aproximando de você até que sua noção de espaço se torne afiada.

Rampas

Se você usa uma cadeira de rodas, pode chegar à piscina com a ajuda de elevadores e sistemas de escadas.

As piscinas acessíveis a cadeiras de rodas geralmente têm uma área que pode ser transformada em uma rampa para que você possa guiar sua cadeira até a beira da água e deslizar para dentro.

– Há elevadores móveis disponíveis para locais que não fornecem acesso embutido.

– Uma vez acompanhado, você pode se mover com segurança para a piscina. Os sistemas de escadas deslizam para o lado da piscina e permitem que você se transfira da sua cadeira e trabalhe suavemente até a água.

Conclusão

exercícios na piscina para deficientes

Conhecendo as possíveis formas de apostar em exercícios na piscina para deficientes, nada mais pode ficar no caminho de uma melhor constante ou, no mínimo, diluição dos efeitos de uma doença progressiva, por exemplo.

Conheça a Academia Pratique e tire todas suas dúvidas sobre exercícios na piscina para deficientes, garantindo uma vaga para si mesmo e obtendo uma nova forma de enxergar a vida e o dia a dia!

Sobre rafael

Veja Também

Aula de zumba em academia: tudo o que você sempre quis saber!

Se você andou pesquisando atividades para praticar já deve ter percebido que uma tal de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *